2010-01-27

"Procuro-te"


Acabei de ler este livro neste preciso momento. O desenrolar da história torna-se tão cativante e fascinante que não consegui resistir-lhe sem o ler de enfiada.

Vou transcrever algumas frases da penúltima folha do livro:
"- Não, não desculpa - disse Joel, endireitando-se e tentando sorrir. - Mas é uma lição para nós todos sobre o que pode acontecer aos miúdos quando os pais os descuram.
  Fora essa a última reflexão de Daisy antes de finalmente adormecer depois de ler o livro e tinha-se recordado de como a mãe e o pai, fizesse ela o que fizesse, nunca tinham desistido dela. Agradava-lhe que Joel tivesse chegado à mesma conclusão e esperava que um dia fossem ambos bons pais."