2011-04-02

Já ouviram o cuco?

Provavelmente muitos de vós não têm esse privilégio, porque moram em cidades. Também comigo isso aconteceu. Mas agora costumo ouvi-lo todos os anos e este ano já o oiço há cerca de quinze dias, salvo erro, sempre que saio para o quintal. Quando eu era pequena, ensinaram-me a dizer este ditado sempre que o cuco cantava: ó cuco da ribeira quantos anos me dás de solteira? O cuco cantava: cuco, cuco, cuco e nós contávamos os anos. Era muito divertido. Também se dizia que "entre Março e Abril o cuco há-de vir, se ele não vier ou o rei está morto, ou o fim do mundo está para vir". É com grande satisfação que constato que ele tem vindo todos os anos, por isso fico mais descansada.

2011-03-29


"Às Vezes Tenho Ideias Felizes"
"Às vezes tenho ideias felizes,
Ideias subitamente felizes, em ideias
E nas palavras em que naturalmente se despegam...

Depois de escrever, leio...
Por que escrevi isto?
Onde fui buscar isto?
De onde me veio isto? Isto é melhor do que eu...
Seremos nós neste mundo apenas canetas com tinta
Com que alguém escreve a valer o que nós aqui traçamos?... "

Álvaro de Campos, in "Poemas"
Heterónimo de Fernando Pessoa

2011-03-28

Parece que estes dias cinzentos estão de partida e o sol  e o bom tempo regressam. Bem precisamos, bem precisamos, porque de cinzento já temos que chegue e que sobre. Diz a revista da ordem dos engenheiros que precisamos de exportar mais e importar menos. Pois então que se exporte todo este cinzento e pessimismo que paira no ar...