2011-01-29

Gulosa...! Eu?

Hoje estou virada para os doces. Já fiz um bolo e agora vou fazer umas panquecas para o lanche. Foi esse o motivo porque vim à net: procurar receitas. Se assim não fosse, pelo menos hoje não teria posto cá os pés. Bom fim-de-semana.

2011-01-26

"Um Pequeno Grande Amor" de Fátima Lopes

Acabei agora mesmo de ler este livro e quero deixar aqui a minha opinião sobre ele. É um livro bastante interessante, que na parte final chega a ser bastante emotivo e nos permite perceber, a nós sociedade em geral, aqueles pais e aqueles filhos que vivem o drama e a angústia de uma separação. Pais de fim-de-semana ou nem por isso! Este livro retrata bem o mundo angustiante, gerador de conflitos, onde o remexer no passado e o desejo de vingança está bem presente. E os filhos, esses tesouros, que deveriam estar acima de todo e qualquer conflito, são usados, tantas vezes, como arma de arremesso. Quais os prejuízos e os danos causados no cérebro destas crianças, que lhes deixarão marcas para toda a vida? Esta é a pergunta que eu deixo aqui para todos nós, sociedade em geral, refletirmos. Aconselho a sua leitura.

Tereza Guerra in "Poder Índigo e Evolução Cristal"

 "A paz é responsabilidade de todos e de cada um de nós. Não podemos estar à espera das Nações Unidas para que haja paz. A paz começa no domínio do nosso ego. A paz começa na nossa mente. A melhor forma de a conseguirmos é começarmos por conhecer e observar a nossa mente.Quanto tempo por dia perdemos com a nossa mente ? A paz instala-se na mente que está verdadeiramente em paz. Por que motivos há cada vez mais depressões ? As pessoas no mundo actual vivem muito angustiadas com medo de tudo: de perder o emprego, de perder a saúde, de perder a amizade ou o reconhecimento dos outros, de ser criticadas, de que falte a Internet ou falhe a luz, para poderem ver a telenovela da noite. Já ninguém sabe viver sem aparelhos eléctricos e electrónicos, mas a verdade é que vivemos cerca de 26 mil anos sem Internet, sem televisão, sem luz eléctrica e sobrevivemos. Pouco se ouvia falar em depressões como agora ...
Necessitamos de parar ! E isso deve começar com uma aprendizagem simples, mas eficaz: é necessário aprendermos a parar a mente, pois será isso que nos ajudará a ter o domínio do ego e a ter finalmente o poder da consciência. Com esta prática dominada, alcançaremos autonomia e Poder Índigo, evoluindo até à condição de seres serenos e pacíficos, como os Cristais."


Tereza Guerra in "Poder Índigo e Evolução Cristal"

2011-01-25

"Preguiçosos"!

«Na semana passada, a "Business Insider" escrevia: "Os Europeus do Sul não são preguiçosos", sublinhando que os trabalhadores de países como Portugal e Grécia trabalham mais horas que franceses e alemães. A diferença é que os dois últimos trabalham de forma mais eficiente. Isto é, ineficiências e outro tipo de custos que não salários deverão ser os responsáveis pela fraca competitividade da periferia.»

Para ler mais aqui*.