2010-12-28

bons projectos para 2011

Que o novo ano nos traga a força, a coragem, a realização dos nossos sonhos e que a vida nos corra de forma tranquila e serena, sem nos esquecermos que este ano de 2011 é o ano do voluntariado. Se não podemos, por qualquer motivo, sê-lo, então no nosso dia-a-dia e nos pequenos gestos sejamos pessoas generosas e com um bom coração.

2010-12-21

Boas Festas

Ora então boas festas para todos vós. Para os crentes e não crentes, o importante mesmo é que esta quadra natalícia seja passada em família com paz, amor, serenidade e muita saúde.
Feliz Natal.

2010-12-17

De hoje a oito dias já estaremos no Natal. Até parece que stressamos com a data. Este ano e à semelhança do ano anterior o meu Natal e dos meus amores cá de casa, vai ser em casa da minha mãe. E eu adoro.
E porque hoje apetece-me e estou bem disposta envio-lhe, a si que me lê, um beijinho com amizade.

2010-12-15

Natal

Brilho, paz, união, família, amor, luz, noite, magia, solidariedade, partilha, infância, viagens, histórias, canções, lareira, quente, missa, frio, conversas, beijinhos, abraços e uma grande nostalgia da minha infância e dos primeiros natais de quando o meu filho era bebé. Muito fica aqui por dizer nestas entrelinhas...! Deixo as palavras e as imagens dentro do meu pensamento e da minha memória, que vagueia de quando em vez no passado, onde guarda tudo dentro de uma caixinha cor-de-rosa, para sempre.

No presente tenho todas as pessoas que me fazem falta comigo. Daqui a muitos e longos anos, espero eu, quero recordar estes natais de agora, com a mesma nostalgia feliz com que recordo os de cima.

2010-12-10

excerto do livro "Vai aonde te leva o Coração" de Susana Tamaro

"Sempre que, à medida que fores crescendo, tiveres vontade de converter as coisas erradas em coisas certas, lembra-te de que a primeira revolução a fazer é dentro de nós próprios, a primeira e a mais importante. Lutar por uma ideia sem se ter uma ideia de si próprio é uma das coisas mais perigosas que se pode fazer.
(...)
E quando à tua frente se abrirem muitas estradas e não souberes a que hás-de escolher, não metas por uma ao acaso, senta-te e espera. Respira com a mesma profundidade confiante com que respiraste no dia em que vieste ao mundo, e sem deixares que nada te distraia, espera e volta a esperar. Fica quieta, em siêncio, e ouve o teu coração. Quando ele te falar, levanta-te, e vai para onde ele te levar." 

2010-12-09

o materialismo do natal

E todos os anos é a mesma coisa. Nesta época natalícia apodera-se de mim uma preguiça imperdoável para comprar os presentes aos que me são mais próximos. Sinceramente gostaria de não ter de o fazer. Sinceramente gostaria que o Natal fosse algo mais que isso. Mas não é. Ao longo destes últimos anos o Natal são os presentes que eu espero vir a receber e aqueles que eu também irei dar! Ora bolas! Mas porque é que tem de ser assim? Tudo seria mais simples se eu oferecesse aos outros o meu tempo, a minha amizade, a minha preocupação com eles e recebesse deles a mesma coisa. A inutilidade de alguns presentes que recebo todos os anos bem poderia ter ficado, em euros, no bolso dessas pessoas e em contrapartida, eu sentir-me-ía bem melhor se recebesse delas mais partilha e atenção.

2010-12-03

Felizmente já não estamos isolados na neve. O céu está limpo desde madrugada o que favoreceu a acumulação de gelo por cima da neve, infelizmente. E hoje de manhã a entrada da minha casa estava nesse estado, obrigando-me a pôr as mãos e os joelhos no chão, caso contrário partiria ossos com toda a certeza.

Mas, ao mesmo tempo que me sinto bem viver num sítio calmo, tranquilo e em contacto com a natureza, preciso logo a seguir do oposto, da confusão citadina, do burburinho constante, da azáfama, da vida apressada, da adrenalina. Tento manter a harmonia e o equilíbrio entre estes dois mundos, tão diferentes e tão necessários ao meu equilíbrio emocional.
Quando chegamos quase aos quarenta, precisamos sobretudo disso, de nos mantermos equilibrados na corda da vida.

2010-12-02

a neve regressa em força

Isolados no meio da neve, poderia muito bem ser o título de um livro, quiçá de um filme ou qualquer coisa semelhante. Mas não. É a frase que ilustra bem a realidade deste momento. E quer parecer-me que a coisa vai ficar muito complicada à medida que anoitece e ainda não estamos todos em casa. O manto branco que cobre tudo o que a minha vista alcança, faz as delícias dos mais novos, mas também cria algumas dores de cabeça aos mais velhos.

2010-12-01

o Sol volta a brilhar e enche-me as medidas, entra-me pela casa adentro e aquece-me o coração e a alma. Aqui e ali ainda se vêem bocados de neve que a luz do sol ainda não conseguiu derreter. O tempo está sereno, a natureza em harmonia... tudo parece perfeito. O Inverno no seu esplendor.

2010-11-30

"O Vendedor de Passados" de José Eduardo Agualusa

Ainda antes de escrever um pequeno excerto deste livro que estou a ler, quero dizer-vos que em relação à neve também há o reverso da medalha, porque está um frio de rachar, as estradas estão pouco transitáveis, há gelo na estrada e eu não gosto que me condicionem os movimentos... mas a paisagem, essa, exibe uma beleza única e divinal.

Excerto do livro de José Eduardo Agualusa, "O Vendedor de Passados", pág.122:
"Lembro-me de um quintal estreito, de um poço, de uma tartaruga dormindo na lama. Ia um bulício de gente para além das grades. Recordo ainda as casas baixas, afundadas na luz fina (como areia) do crepúsculo. A minha mãe estava sempre a meu lado, uma mulher frágil e feroz, ensinando-me a recear o mundo e os seus perigos inumeráveis.
«A realidade é dolorosa e imperfeita», dizia-me, «é essa a sua natureza e por isso a distinguimos dos sonhos. Quando algo nos parece muito belo, pensamos que só pode ser um sonho e então beliscamo-nos para termos a certeza de que não estamos a sonhar. A realidade fere, mesmo quando, por instantes, nos parece um sonho. Nos livros está tudo o que existe, muitas vezes em cores mais autênticas, e sem a dor verídica de tudo o que realmente existe. Entre a vida e os livros, meu filho, escolhe os livros.»."

2010-11-29

um motivo para não haver aulas e o meu filho a rebolar-se todo na neve com os amigos... há momentos bem fixes.

cai neve

está a nevar na minha terra. a 700 metros de altitude e tal como as previsões o indicavam, aí está a neve a cair, a toda a velocidade. Um espectáculo bem bonito de se ver, sim senhora

2010-11-28

e depois de fazermos a árvore de natal na cozinha, esta iluminou-se, encheu-se de luz, de cor, de magia. o natal é isto.
... até a nossa gata ficou com os olhos ternurentos!

2010-11-26

nas próximas eleições as mesmas caras, as mesmas pessoas, as mesmas ironias, as mesmas promessas, as mesmas anedotas... Oh não! Outra vez arroz?! Pelo menos a gente sabe com aquilo que conta. Mas se ao menos o arroz tivesse menos sal e o ponto certo de cozedura! Hum... talvez! O problema é que este "arroz", o que está a ser servido e o que está dentro da despensa, já há muito ultrapassou o prazo de validade e tem um sabor um tanto desinteressante.

2010-11-25

"Tenho vontade de erguer os braços e gritar coisas de uma selvajaria ignorada, de dizer palavras aos mistérios altos, de afirmar uma nova personalidade larga aos grandes espaços da matéria vazia.

Mas recolho-me e abrando. «Sou do tamanho do que vejo!» E a frase fica-me sendo a alma inteira, encosto a ela todas as emoções que sinto, e sobre mim, por dentro, como sobre a cidade por fora, cai a paz indecifrável do luar duro que começa largo com o anoitecer."

Fernando Pessoa in "Livro do Desassossego"

2010-11-24

a greve é feita por quem pode e não por quem quer. um direito consagrado na constituição e porque vivemos em democracia. porém parece que só à função pública assiste este direito. um funcionário duma empresa privada que experimente fazer greve, que vai ver o que é bom pra tosse! ah! não gostas, comes na mesma!! e se não gostares e reclamares, há mais quem queira!! a greve é feita por quem pode e não por quem quer...! A-isto-se-chama-viver-numa-verdadeira-democracia!

2010-11-19

Há coisas que nos ficam na vida. Os filmes, as músicas, os momentos, as pessoas, o olhar, os cheiros, o aconchego, o conforto, as emoções.

2010-11-17

E hoje dou por terminado o meu contrato de substituição de uma grávida de risco. Hoje é o meu último dia de trabalho, para já. A grávida em causa, já teve o bebé em Maio passado e regressa amanhã para o seu posto de trabalho. Boa sorte para ela.
Em relação a mim, saio com a sensação do dever cumprido. Com a certeza de que em todas as situações me portei sempre com a devida integridade. Espero, dentro de algum tempo, regressar a esta mesma empresa, mas noutro ponto da cidade. Enquanto isso vou aproveitar para me dedicar um pouco mais à minha casa e à minha família e também para visitar alguns familiares que já não vejo há algum tempo.

2010-11-12

os anos finais da adolescência que passei no Porto (meados dos anos 80) estão carregados de muito auditório Carlos Alberto, muito, muito FITEI pelas várias salas de teatro, em vários pontos da cidade, muito Fantasporto, digamos que as cadernetas completas, muita ópera, muitas exposições, muito cinema projectado numa salinha muito pequena do final da rua do Rosário. Tudo isto porque tenho um familiar ligado às artes e à cultura, também escultor de figuras em madeira, também escritor, com pelo menos um livro já editado, mas muita folha escrita lá por casa, que não sei se um dia alguém irá ler. Um leitor, devorador de livros como ninguém, cuja casa reflectia bem a sua personalidade. Paredes preenchidas com estantes de livros até ao tecto, preenchiam-lhe o ego, e com muito orgulho exibia, a quem o visitasse, as mais recentes obras adquiridas. Um grande ouvinte de Jacques Brel, Sérgio Godinho e de outros músicos cujos nomes apagaram-se-me da memória. Confesso que na altura ía sempre um pouco contrariada a tanto cinema de Fellini e a tanto teatro e achava até, que ele era meio-louco, meio-cineasta,, meio-lunático, mas hoje tenho muito a agradecer-lhe por me ter sensibilizado para o mundo da cultura.
Pronto... estão explicadas as influências.

2010-11-11

"Se o presente fosse o nosso único bem, os nossos prazeres seriam bem mais limitados do que são. Somos felizes no momento presente, não apenas pelas nossas bem-aventuranças actuais, mas pelas nossas esperanças, pelas nossas reminiscências. O presente enriquece-se com o passado e o futuro. Quem trabalharia para os seus filhos, pela grandeza da sua casa, se não gozássemos o futuro?  Por mais que façamos, o amor-próprio é sempre o móbil mais ou menos oculto das nossas acções; é o vento que enche as velas, sem o qual o navio não avançaria."


                                                Madame Émilie du Châtelet
                              Discours sur le bonheur 
                                           séc. XVIII      

2010-11-10

Excerto do livro "no meio do nosso caminho" de Clara Pinto Correia

"O que sentem realmente os homens que nunca falam? O que é mesmo verdade nas conversas das mulheres, que já nem conseguem parar de falar? Para onde é que foi o mundo onde sonhámos que havíamos de estar a viver quando chegássemos a esta idade? Alguém terá, alguma vez, conseguido constituir um verdadeiro casal feliz, digno e sereno na sua aliança? Ainda sobrevive alguém que saiba mesmo o que é a tranquilidade?..."

Um livro bastante interessante que aborda os problemas das relações conjugais. A autora dá uma perspectiva, a perspectiva dela obviamente, do casamento como nós, mulheres, o idealizamos, como sendo uma utopia.

2010-11-08

e o meu carro avariou de vez. agora é que ele foi mesmo desta pra melhor. E regressou ao dono anterior. ele vai dar-lhe um xaropezinho p`rá tosse e vai voltar a vendê-lo. E que tenha uma longa vida pela frente. É o que eu lhe desejo. Comigo é que não. Temos pena! Já foste! Enquanto arranjo outro, e já temos um debaixo d`olho, não muito melhor que este, mas um bocadinho melhor, vá, mas num azul feio de burro a fugir, não muito caro, como convém, uma vez que o dinheiro não é coisa que abunde por estes lados, enquanto isso, dizia eu, vou andar à boleia. E é tão bom andar à boleia, com guarda-chuva e tudo,  e esta ventania desgraçada para ajudar à festa... hum... cheira-me que vou ter uma semana e pêras!!

2010-11-05

às vezes quando me sento aqui, não tenho absolutamente nada para escrever, nenhuma ideia, nenhuma luz que se faça no meu cérebro que dê seguimento e coerência aos pensamentos que ora vêm, ora vão... tantos, aos milhares, mas nenhum deles com corpo e consistência, em suma interessante, digno de se escrever para um público atento, que anda num entra, lê e sai, sem dizer absolutamente nada, mas que no entanto regressa na esperança de encontrar alguma coisa com pés e cabeça, digna de ser lida

2010-11-04

mais uma ida à biblioteca e a leitura de mais um livro. Desta vez um livro que já saiu em 2005, "no meio do nosso caminho" de Clara Pinto Correia.
Um livro bem mais leve, para descontrair.

Tenho vindo a constatar que leio muito mais no Inverno do que no Verão. O frio mantém-me mais por casa, deve ser essa a razão.

Excerto do livro "Sinto Muito" de Nuno Lobo Antunes

"Jennifer
... Gostava tanto de ti...

...Foi bonita a cerimónia. Estavas dentro de uma caixa azul. Mais pequena do que o costume. Azul, presumo, porque era a cor dos teus olhos e a cor do mar. O teu pai - imagina - durante a noite pintara no teu caixão os golfinhos de que tanto gostavas. Saltavam felizes os bichos. A teu lado rompiam ondas, e sorriam, só para ti, aquele sorriso enigmático de Gioconda. Percebi então que eras sereia, que o mar e o Céu são o mesmo, e que estavas feliz. Chorei tanto, Jennifer, tanto. Olha, chorei tanto que os teus pais tiveram pena de mim. Verdade! Pegaram-me no braço, beijaram-me na face. E eu, minha querida, perdido. Perdido de dor e de remorso. E de saudade. Não sei se sabes o que é um poço. Um poço é o inferno, o lado de lá da vida. O escuro, a falta de ar. Preciso de sol para gostar da vida. Os teus pais, coitados, puxavam-me para cima e apanhavam bocados de mim, espalhados pelas pedras da igreja...."

                                                "Sinto Muito" de Nuno Lobo Antunes


Emocionei-me muitas vezes no decorrer da leitura deste livro magnífico. Recomendo vivamente a sua leitura.

2010-10-29

chuva, dia de folga, meias de lã, no sofá uma almofada apenas (as outras estão todas empilhadas no outro sofá) e o livro já quase lido. as tarefas domésticas aguardam pacientemente que eu lhes vá fazer umas festinhas!
vou ter de me organizar, decididamente, ou mais logo quando chegarem os meus dois homens não há jantar com sopa incluída... Mas tem de haver... até mais logo!
Acho pertinente dizer-vos que a grande maioria dos livros que leio não são comprados. São, sim, da Biblioteca Municipal. Sou leitora e frequentadora desta biblioteca já há algum tempo e só encontro vantagens.
Se é certo que há muitos livros que estão nas livrarias que ainda não chegaram às bibliotecas Municipais, também é certo que muitos deles já chegaram. E o livro do post anterior é um deles. Estava lá, prontinho para quem o quisesse ler, a custo zero, só mesmo a obrigação de o devolver quinze dias depois, ou caso queiramos podemos renovar o prazo por mais quinze dias.
Boas leituras.

2010-10-28

"Sinto Muito" de Nuno Lobo Antunes

Comecei hoje à tarde a ler o livro "Sinto Muito" de Nuno Lobo Antunes. Um livro difícil de ler. Não digo difícil por ter palavras difíceis. Não. Digo difícil ao nível das emoções. Porque me é difícil não chorar em alguns relatos que o Médico de neuro-oncologia pediátrica, Nuno Lobo Antunes, tão bem faz.

Excerto do livro, págs. 27/28:
"Na história da minha existência estão cravados os anos que passei nos EUA em neuro-oncologia pediátrica...,.... Após sete anos de intensa vida hospitalar, em que a violência das emoções atingia, todos os dias, dimensões de drama, a vida surge distorcida. Era um dia-a-dia de derrotas, em que mesmo as vitórias não podiam ser inteiramente celebradas, porque a eminência de uma recaída pairava no ar até ao fim da vida...,....Lembro-me que de férias em Portugal, admirava as crianças a brincar na praia porque já me tinha esquecido de que podiam ser felizes e saudáveis. Em cada cara buscava sinais de dor, em cada corpo estigmas de quem sofreu os efeitos da doença ou do seu tratamento...,... Muitos me perguntavam como era possível conviver diariamente com o desgosto. A resposta é simples: é um privilégio poder conhecer a humanidade no seu melhor, na Coragem, mas sobretudo, no Amor.
... Lembro-me de Perez, um rapaz de 15 anos que cansado das náuseas e da dor, desistiu do tratamento para viver, o melhor que podia, os meses que lhe restavam. A mãe aceitou sem discussão a opção do filho. Despediu-se do emprego para gozar com ele a Vida. Tivemos o último encontro num jardim de NY, em Outubro, num daqueles dias excepcionais em que o sol abre as cortinas do Inverno. Dia apropriado para um encontro que era, simultaneamente, uma separação. Despedimo-nos com um abraço e um sorriso: até breve. Naquele momento, o tempo não teve dimensão."

                                            "Sinto Muito" de Nuno Lobo Antunes

Depois de ler este livro, vou aprender com certeza, a relativizar muitos problemas do dia-a-dia que não passam, muitos deles, de meras banalidades.

2010-10-27

acho piada (!) àquelas pessoas que se atrevem a passar nas passadeiras, sem primeiro se certificarem se o condutor realmente as viu e se este pretende parar o veículo. Passam a falar ao telemóvel, sem sequer olhar para os olhos do condutor.
Só depois do condutor parar, é que se pode passar, certo!? Não! Qual quê! É obrigatório parar nas passadeiras, por isso o condutor tem mais é que parar, senão quem se lixa é ele...! Será? Ou quem se  lixa é quem se arrisca a ir desta p`ra melhor (salvo seja), ou arrisca-se a ficar paralítico e por aí fora, um rol de possibilidades incapacitantes que nunca mais acabam.
Enquanto condutora, já me aconteceu por diversas vezes não ver passadeiras. é o meu maior terror.
muito provavelmente o orçamento do estado para 2011 vai chumbar e muito sinceramente nem sei o que será melhor...!

2010-10-23

Deus me ajude a ter sempre a lucidez de ser sempre uma pessoa verdadeira, simples e humilde e não hão-de ser alguns trastes arrogantes com os quais tropeçamos na vida, que por razões que não interessa aqui esmiuçar, e com inteligência que roça a leviandade, a pobreza de espírito e a falta de carácter, me hão-de querer fazer ser outra coisa qualquer. Nunca. Jamais.

"Nunca se pode concordar em rastejar, quando se tem ímpeto de voar." Helen Keller

2010-10-18

Um casal com uma filha, esta com cerca de 10 anos, que se aproximava de mim, exibia um estatuto sócio-económico muito elevado. Ela, uma senhora com uma educação , uma leveza e simpatia irrepreensíveis. A filha com as mesmas características, embora com um semblante tímido, sem o sorriso espontãneo que deveria caracterizar todas as crianças supostamente felizes. Ambas com um laço no cabelo, o da mãe num tom castanho-chocolate mais discreto que o da filha. Esta última, um pouco ao jeito  da viúva Porcina (quem é da minha geração lembrar-se-á com certeza da figura Porcina do Roque Santeiro).
A mãe aborda a filha num tom de voz baixo, muito educado e delicado: "- Ritinha leia isso para o seu pai". A filha um tanto ou quanto envergonhada, muito branca e algo tímida, não articula palavra nenhuma. Os pais boquiabertos olham os dois para a filha e a mãe volta a repetir no mesmo tom de voz que a caracteriza: "- Ritinha não me diga que a menina não consegue ler o que está aí escrito para o seu pai!". A menina, coitada, lá consegue finalmente articular a frase num volume de voz ainda mais baixo que o da mãe. Esta, vendo a filha tão envergonhada, diz-lhe de sorriso nos lábios: -"Ritinha não me diga que a menina precisou de ficar a suar para ler uma simples frase ao seu pai!".
Este tratamento por você que alguns pais adoptam para com os filhos, nem sei dizer se é bom ou é mau, embora o considere muito frio. Sinto-me, no entanto, feliz por nunca ter tido um tratamento destes e mais feliz e aliviada fico por não ser este o tratamento que damos aqui em casa ao nosso filho, embora considere que a educação seja a regra primordial de tudo.
Mas das duas uma, ou a miúda se conforma com a sorte de usar laço no cabelo, metaforicamente falando, ou um dia irá dar o grito do ipiranga.

2010-10-15

"Se as suas acções inspiram outros a sonharem mais, a aprenderem mais, a fazerem mais e a serem mais, você é um líder"

                                             John Quincy Adams

2010-10-14

e a balança marca menos um quilo. Não é muito, mas o importante é que vou no bom caminho. Também não quero reduzir muito, apenas quatro quilos e já fico contente.

2010-10-13

o bom desta nova escola do meu filho é que, ao invés deles irem levantar livros à biblioteca, a biblioteca vem ter com eles à sala de aula e todos têm de levantar pelo menos um livro, tendo depois, oito ou quinze dias depois, de o entregar, juntamente com um desenho alusivo à história do livro que leram. É uma ideia fantástica, que nos deixa, a nós pais bastante satisfeitos.
Ontem, enquanto o meu filho lavava os dentes na casa de banho, fui ao quarto dele e peguei no livro que estava em cima da mesinha de cabeceira, que ele a seguir iria ler, como aliás tem feito sempre ultimamente. O livro tem por título "O Tiago está a pensar" de Maria Teresa Maia Gonzalez. Abri-o no sítio onde estava o marcador e comecei a ler o que a seguir passo a transcrever literalmente do livro:

"- Tou farto da minha casa. É sempre tudo igual. Ninguém discute! Os meus pais são calmos de mais, até chateia... Parece que nunca têm problemas, faz impressão... Chegam sempre a casa cedo, vêm quase sempre com um sorriso de orelha a orelha como se o mundo fosse um aquário e eles uns peixinhos cor de laranja a nadar ao mesmo tempo para o mesmo lado... Deve ser bom poder estar em casa, como tu. Ao menos, podia pôr a música alto e gritar, insultar toda a gente da janela do meu quarto e fazer uma cena dramática, de vez em quando, sei lá..., ... nunca se passa nada na minha vida! A minha família é uma água morna, todos estão sempre de acordo, todos se dão bem ou fingem dar! Todos aceitam as regras que a minha avó inventa para se distrair! Nem os meus irmãos que são mais velhos decidem fazer qualquer coisa diferente, nem que fosse só para chatear. Só discutem com os meus tios por causa do futebol e, mesmo assim, falam baixo! ..., .... - Ninguém está contente com o que tem, pá, não sabias disso? - volveu o Tiago , atirando o papel do gelado para o caixote do lixo. - É tipico do ser humano... Eu, por exemplo, tenho uma família totalmente diferente da tua e não é por isso que me sinto mais feliz. Ninguém é suposto ser feliz, pelo menos com a nossa idade..."

Este texto é um diálogo entre o Tiago e um amigo. Ambos têm 14 anos. Depois de ler isto assustei-me com a pré-adolescência que o meu filho está a iniciar. Voltei atrás no tempo e relembrei-me da minha própria adolescência. Senti algum receio e medo!

2010-10-11

e só me apetece bolo de chocolate, compota, torradas com manteiga, croissant de chocolate com meia de leite e não há exercício físico que me valha. Hoje estou de folga e já fui caminhar meia horinha seguida e nem isso me vale... a preguiça e a balança estão em sintonia... sempre a subir, a subir... já estou com 68 kg (1,68 m de altura), isto vai de mal a pior... e vou ali comer mais uma bolachinha de chocolate, se não se importam!

e p`ra vocês não ficarem a pensar que só me apetece chocolate, não... não é bem assim... também me apetecem carradas de uvas, e de pêras e de maçãs... pois, elas estão a estragar-se e a vida está cara!

2010-10-07

p`ra já tudo não passa de um belo sonho...!

Sonho que um dia ainda hei-de ir a esta cidade, aliás não queria morrer sem um dia lá ir. O meu marido já lá esteve e diz que quem lá vai nunca mais é o mesmo. Para o fazer tenho de abdicar de muita, muita, muita coisa... mas temos de ir lá os três... sentir, viver e cheirar aquela cidade e regressarmos com a história mais fantástica, de milhões que já ouvi, que será a nossa própria história... até lá... vou continuar a sonhar (principalmente que a taxa do IVA baixe)!

2010-10-02

e a propósito dos senhores políticos que nos governam


( apetecia-me enviar-lhes uns palavrões, mas não vou baixar o nível)
Bom fim-de-semana para todos, apesar de tudo

2010-10-01

que ninguém pense que isto é só para a função pública. O efeito dominó vai se fazer sentir no sector privado não tarda nada e o IVA a 23% é para todos os bens e serviços.

2010-09-30

o cinto, também deveria ser apertado pelos políticos

Em relação às novas medidas de austeridade que o governo anunciou ontem, surgem-me assim de imediato duas perguntas:

- então e os salários dos políticos, hein?
- porque não dão eles o exemplo, para nós os simples contribuintes, nos acalmarmos um pouco, hein?

só espero que os políticos durmam com o coração tranquilo... Ponham a mão na vossa consciência e no vosso coração, senhores políticos, e pensem bem no que nos estão a fazer, a nós pessoas de bem.

2010-09-29

Subscrevo tudo o que disse aqui há cerca de um ano atrás, mas este ano e de uma forma muito particular sinto o Outono muito nostálgico. Ou melhor, eu é que me sinto um pouco nostálgica neste Outono!

2010-09-24

não gosto de pessoas fundamentalistas, preconceituosas e nada sensíveis ao ser humano em si. Partem de pressupostos e de opiniões pré-concebidas como se fossem verdades absolutas e todas as outras pessoas em redor ou estão com elas ou estão contra elas. Não são nada permeáveis às emoções e aos sentimentos, embora por vezes não pareçam. No fundo vivem de um egocentrismo lamentável e detestável e a única coisa que eu lhes recomendaria seria uma visão mais aprofundada delas próprias ao espelho que, eventualmente, terão lá por casa, se é que o têm... eu às vezes du-vi-do!

2010-09-23

Como ainda estou de férias, tenho andado um pouco mais por aqui. Hoje descobri este sítio fantástico que a nós mulheres nos pode dizer muito, quer a nível pessoal, familiar e também a nível profissional. Não deixem de ler um artigo de um médico psiquiatra sobre as redes sociais.

2010-09-22


 "Há alturas na vida em que temos de voar. Não se sabe como nasce esse impulso; porém, sentimos que esse impulso nasce e temos de responder a esse impulso. Se não seguimos esse impulso vamos ficar marcados para toda a vida, faço-me entender ? ; o remorso e a sensação de culpa persegue-nos, um pesadelo que nos não abandonará. E vai sempre parecer-nos que as outras pessoas, todas as outras pessoas, nos vigiam, nos culpam, nos condenam. Esse impulso pode determinar a nossa vida. E esse impulso só acontece uma vez, e é quase imperceptível. Mas pode haver um mecanismo estranho que nos cega, nos insensibiliza nesse momento, e nós não entendemos os sinais do impulso."

Baptista-Bastos in "No Interior Da Tua Ausência"

2010-09-20

até posso dizer-vos que tive um fim-de-semana muito bom e ontem em particular um almoço fantástico aqui em casa, com uns amigos muito faladores e divertidos. E até posso dizer-vos que do almoço, todo confeccionado por mim, constava uma bela sopinha de espinafres, seguida de uma deliciosa feijoada de chocos, com arroz branco soltinho, acompanhada de um bom vinho, terminei com um delicioso bolo de chocolate, pudim, gelatina e uns bolinhos de côco e umas belas uvas biológicas e café e quem fez tudo, tu-di-nho fui eu... até poderia colocar aqui umas fotos... mas sabem?! Simplesmente não me apeteceu tirá-las... eu sei que o blog ficava mais animadito com fotos, mas a intenção aqui não é essa nem nunca foi

ah... eles nunca tinham comido feijoada de chocos (e foi precisamente por isso que eu a fiz) e adoraram.

2010-09-17

hoje pode chover à vontade que eu não me importo

o bem que esta chuva está a fazer ao meu bolinhas. Há que tempos que andava para o lavar... fui ao centro da cidade e quando cheguei não tive coragem de o guardar dentro da garagem. Espero bem que a chuva que está a cair neste momento, o deixe bem lavadinho e à borla...!

2010-09-16

...a quem é que interessará isto que vou escrever aqui?

isto de estar de férias com o marido a trabalhar e o filho na escola, não tem muito que se lhe diga. Para além de ter feito a bainha a oito cortinados que tinha comprado no marshopping, na loja do gato preto e que já desesperavam para serem colocados no sítio (e eu que fiz uma bolha no dedo da mão, de tanto empurrar a agulha... pois é...faltou o dedal e é preciso alinhavar antes de coser à máquina!), pouco mais fiz... a não ser comidinha para alimentar estas bocas famintas aqui de casa e passear!
E olha marido, se estiveres a ler este blog aí no trabalho, larga "masé" isso e vem pra casa

2010-09-13

estou de férias... mais 15 dias

e não é tão bom...?!?! Éééééé..... muiiiiito booom. E tal como a canção de ontem "sinto-me tão leve que não posso acreditar...voa...voa...voa", que acompanhou, à meia-noite em ponto, várias debandadas de foguetes, enquanto subiam ao céu, também eu me sinto assim, leve.
E mais leve vou ficar, quando logo à tarde for buscar o resto da encomenda dos livros escolares do meu filho, lol!!!

(confesso que nunca tinha visto fogo de artifício acompanhado de música ambiente, mas que ficou muito giro, ficou.)

2010-09-10

às vezes a mudança faz bem...!!!

No final do ano lectivo andei bastante perplexa sobre o futuro escolar do meu filho. 7º ano e agora, transfiro-o de escola, não transfiro?! As dúvidas persistiram durante bastante tempo. Por um lado ele não queria deixar esta escola porque isso queria dizer que deixaria alguns colegas que gostava, por outro lado o rigor e a exigência nesta escola colocavam-na um bocadinho aquém das minhas expectativas para ele.
Sou defensora de escolas mais pequenas, turmas mais pequenas, professores mais motivados, que levarão consequentemente a alunos mais motivados. Ninguém se esquece de um ou outro professor fora de série, fantástico, fabuloso que marcou a nossa vida para sempre e que jamais o esqueceremos, porque ficou dentro de nós, do nosso coração e que eventualmente, mesmo sem o querer, tenha influenciado o nosso futuro.
A reunião de hoje de manhã com a directora de turma, deixou-me uma boa impressão da nova escola do meu filho. Esperemos então que tudo corra pelo melhor.
________________

Eu sei, eu sei que não existem escolas perfeitas, alunos perfeitos e muito menos filhos que gostem de estudar muito e pais que tenham muito tempo para os ajudar mas... enfim, apesar disso, e enquanto mãe, eu tenho todo o direito de exigir o melhor do mundo para ele.

2010-09-07

o retomar do exercício físico

Depois de um Verão sem fazer qualquer tipo de exercício físico e consequentemente com mais 3 kg no lombo, finalmente, hoje enxerguei-me e arranjei 30 min do meu tempo para ir caminhar. Foi óptimo porque esta chuva fez refrescar um pouco o tempo, criando uma temperatura bastante agradável para as caminhadas.

2010-09-06

O preço exorbitante dos manuais escolares

Pois é meus senhores, hoje foi o meu dia de folga e toca a comprar os livros escolares para o meu filho que vai para o 7º ano. Em 6 disciplinas gastei nada mais, nada menos que a módica quantia de 158,06 €.

Ed Tecnológica 18,19 €
Viagens (Geografia) 32,18 €
História 28,35 €
Inglês 28,25 €
Português 18,95 €
Matemática 32,14 €

Ainda faltam os livros de:
Francês
Ciências
E. Visual
Ed. Física
Física - Química
Moral

Bem, ainda eu só tenho um filho, imaginem quem tem vários. E depois isto vem tudo em packs e é impossível não comprar os livros todos.

"A Racionalidade Irracional"

"Eu digo muitas vezes que o instinto serve melhor os animais do que a razão a nossa espécie. E o instinto serve melhor os animais porque é conservador, defende a vida. Se um animal come outro, come-o porque tem de comer, porque tem de viver; mas quando assistimos a cenas de lutas terríveis entre animais, o leão que persegue a gazela e que a morde e que a mata e que a devora, parece que o nosso coração sensível dirá «que coisa tão cruel». Não: quem se comporta com crueldade é o homem, não é o animal, aquilo não é crueldade; o animal não tortura, é o homem que tortura. Então o que eu critico é o comportamento do ser humano, um ser dotado de razão, razão disciplinadora, organizadora, mantenedora da vida, que deveria sê-lo e que não o é; o que eu critico é a facilidade com que o ser humano se corrompe, com que se torna maligno.
Aquela ideia que temos da esperança nas crianças, nos meninos e nas meninas pequenas, a ideia de que são seres aparentemente maravilhosos, de olhares puros, relativamente a essa ideia eu digo: pois sim, é tudo muito bonito, são de facto muito simpáticos, são adoráveis, mas deixemos que cresçam para sabermos quem realmente são. E quando crescem, sabemos que infelizmente muitas dessas inocentes crianças vão modificar-se. E por culpa de quê? É a sociedade a única responsável? Há questões de ordem hereditária? O que é que se passa dentro da cabeça das pessoas para serem uma coisa e passarem a ser outra?

Uma sociedade que instituiu, como valores a perseguir, esses que nós sabemos, o lucro, o êxito, o triunfo sobre o outro e todas estas coisas, essa sociedade coloca as pessoas numa situação em que acabam por pensar (se é que o dizem e não se limitam a agir) que todos os meios são bons para se alcançar aquilo que se quer.

Falámos muito ao longo destes últimos anos (e felizmente continuamos a falar) dos direitos humanos; simplesmente deixámos de falar de uma coisa muito simples, que são os deveres humanos, que são sempre deveres em relação aos outros, sobretudo. E é essa indiferença em relação ao outro, essa espécie de desprezo do outro, que eu me pergunto se tem algum sentido numa situação ou no quadro de existência de uma espécie que se diz racional. Isso, de facto, não posso entender, é uma das minhas grandes angústias. "

José Saramago, in "Diálogos com José Saramago"

2010-09-02

"Atravessando o Paraíso" - Sam Shepard

O Jornal Expresso ofereceu-me este livro há cerca de 10 anos atrás, depois de eu ter concluído com êxito as palavras cruzadas. Fiquei em 3º lugar. A verdade é que nunca o li. A verdade também é que quando não quero pensar em nada do quotidiano, pego num livro e leio. Uma escapatória? Talvez sim. Ontem olhei novamente para ele e pareceu-me bem. Agora sim, vou lê-lo.

2010-08-26




"Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver
Apesar de todos os desafios,
Incompreensões e períodos de crise.

Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas
E se tornar um autor da própria história.

É atravessar desertos fora de si,
Mas ser capaz de encontrar um oásis
No recôndito da sua alma.

É agradecer a Deus a cada manhã
pelo milagre da vida.

Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos
É saber falar de si mesmo.

É ter coragem para ouvir um "não".

É ter segurança para receber uma crítica,
Mesmo que injusta.

Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir um castelo..."

Fernando Pessoa


...quando entro a correr dentro de casa...

... e desejo ter o almoço pronto, mas não tenho... opto algumas vezes por esta lasanha fresca do Pingo Doce.

Enquanto a lasanha está no forno durante cerca de 20/25 min, faço uma salada, pomos a mesa e aqueço a sopa no micro-ondas. Quando a lasanha vem para a mesa, está quentinha e muito saborosa. No final comemos fruta fresca. Hummm, é mesmo muito deliciosa!

2010-08-24

João de Melo in "As coisas da alma"

"Eu, que gosto tanto do mar e da sua voz que por vezes adivinho até no encandeamento obscuro dos meus sonhos, tenho por hábito passear sozinho ao longo da praia, de onde posso admirá-lo ou ficar a ouvi-lo sob a luz branca dos fins de tarde. Vou por ali fora, sozinho, entregue aos meus pensamentos, caminhando ao rés das fímbrias de água que as ondas baldeiam sobre a areia húmida, tornando-a plana e lisa como vidro. Recebo do mar a sua paz azul que me entra pelos olhos e que enche de inconfessáveis segredos o meu coração. Sinto-a como um suspiro na pele. A voz do mar traz até mim essa música do indefinido que por certo existe por detrás do silêncio, nas regiões da alma e no limite extremo do ser."




João de Melo in "As coisas da alma"

2010-08-20

As praias da foz do Porto já têm bandeira azul!

Não, não é uma visão minha! Parece inacreditável, mas as praias da foz do Porto já têm bandeira azul.
Durante esta semana, mais precisamente quarta e quinta-feira, tive duas folgas seguidas e aproveitei para dar mais um pulinho ao Porto. E foi durante um passeio à foz, que pude constatar isso mesmo. Fiquei deveras impressionada pela positiva. Aquela orla marítima, com aquelas praias e esplanadas a exibirem uma vista maravilhosa sobre o oceano, pecavam na medida em que o cheiro a esgoto era uma realidade constante. Felizmente isso terminou. Todas as praias do Porto têm, finalmente, bandeira azul. O presidente da Câmara desta cidade está, sem dúvida, de parabéns.

2010-08-15

a filosofia dos incêndios

Enquanto olharmos para os incêndios sob o ponto de vista a jusante e não a montante, nunca os conseguiremos evitar!
Enquanto olharmos para os incêndios e quisermos omitir ("o maior cego é aquele que não quer ver") que mais de 90% deles são de origem criminosa, onde estes transformam um dia pacato, num verdadeiro circo, a que eles, os criminosos, assistem  gratuitamente, rindo-se à gargalhada da m**** toda que fizeram, sem que a justiça os consiga punir com multas pesadíssimas, ou seja exemplarmente,  continuaremos neste mundo-do-faz-de-conta!!

2010-08-10

"Never tell your problems to anyone. 20% don`t care and the other 80% are glad you have them."

Mas então se assim é... e se também não convém falarmos da nossa felicidade porque, quiçá, poderá despoletar ciúme, falamos de quê, afinal?! Do tempo?!

2010-08-07

E hoje, no meu trabalho, uma senhora quase se apaga à minha frente. É lixado pá...esta vida é lixada. Reparo numa senhora que está literalmente à minha frente, com uma garrafa de água e a mão no peito. Pergunto-lhe se se sente bem, mas a senhora não teve tempo de articular palavra nenhuma e cai redonda para o chão. Tive o cuidado de a deixar deitada, com as pernas elevadas, enquanto aguardávamos pelo inem. Tenho a sensação que devia ter sido um problema de coração. Só espero que a senhora tenha recuperado. Esta vida é mesmo o momento presente...

2010-08-03

...!!!

Será a coscuvilhice uma qualidade da pessoa com carências  afectivas, frustrada e mal amada!?!  Terá, essa pessoa, uma necessidade adicional de compensação!?! Compensa-se, por exemplo, falando mal dos outros! Estas pessoas projectam, normalmente, nos outros os seus próprios defeitos, para de certa forma os camuflarem.

2010-08-01

cinema em família

Ontem fomos ver, finalmente, o filme Shrek em 3D. Achei o filme com um nível semelhante ao primeiro, muito bom. Para além de um grande sentido de humor, deixa-nos acima de tudo, uma grande lição, o de darmos valor àquilo que temos. Por vezes, tantas vezes aliás, somos felizes e não nos apercebemos ou não valorizamos. Citando uma frase do livro "O sorriso das estrelas", ela diz assim: «... os jovens parecem pensar que a felicidade os espera num ponto qualquer do futuro... enquanto que os idosos acreditam que ela faz parte do passado...». E andamos sempre nisto, parece que a felicidade nunca está ao nosso alcance e só a valorizamos quando passamos por momentos maus.

2010-07-30

Olá

Esta minha longa ausência, aqui no meu cantinho, ficou a dever-se a dois motivos: um porque estive de férias; o outro porque o modem da minha casa queimou numa bela tarde de trovoada.
Que chatice!!
Uma coisa é certa, um computador por mais bonito que ele seja, sem net, não vale absolutamente nada, a não ser servir para decoração. À excepção do meu filho, cuja net lhe é, quase, indiferente e continuou a jogar os seus jogos como se nada fosse.
Bem, depois de resolver este problema só nos resta ficar com um desejo enorme de enviar a factura à PT ou ao S. Pedro(!!!).

Antes de me levantar da cadeira e porque admirava imenso o António Feio, termino com a sua última mensagem:
"Aproveitem a vida e ajudem-se uns aos outros
Apreciem cada momento
Agradeçam
E não deixem nada por dizer
Nada por fazer
Esta é uma das fortes mensagens que eu vos deixo"

                                                         António Feio


Fiquei triste e hoje as lágrimas vieram inevitavelmente.
Até logo.



                                                        

2010-07-06

de férias...

no Porto, um saltinho à praia a Miramar. Depois vou fazer uma visita à minha mãe, mais propriamente à terra onde nasci, que é a mais bonita do mundo. A seguir  regresso ao trabalho... então até já.

2010-06-18

Uma flor para José Saramago

A Maior Flor do Mundo - esta história de José Saramago é linda.


"E se as histórias para crianças passassem a ser de leitura obrigatória para os adultos?"

"Seriam eles capazes de aprender realmente, o que há tanto tempo têm andado a ensinar?"

                                                    José Saramago

2010-06-17

relaxamento

Cheguei do trabalho e enquanto arrumava algumas folhas, livros e roupas espalhadas um pouco pela casa e antes de fazer o jantar, coloquei 2 cds do Rodrigo Leão "O Mundo".
Ah! Soube-me tão bem... mas tão bem.
O meu cérebro precisa, de vez em quando, de uma massagem musical. Este álbum é tão lindo, tão lindo, tão profundo... tão triste.
Magnífico.

(B a matemática e B a língua portuguesa foram as notas do meu filho das provas de aferição. Nem sei porque é que estou a escrever isto aqui, mas pronto. E foi bem bom.)

2010-06-16

o fenómeno do futebol...

O futebol e a prática de alguns desportos acabam por ser formas de extravasar energias que de outra forma seria mais difícil deitá-las cá para fora.
Eu não sou adepta de nenhum clube, simpatizo apenas por Portugal e pouco mais. Mas acho bem que as pessoas tenham o seu clube de eleição, desde que de forma pacífica, ordeira e cívica.
Mas esta coisa do futebol e das selecções nacionais acaba por ser um fenómeno interessante. Enquanto eles correm lá no rectângulo a chutar a bola para trás e para a frente, equipados com as cores de Portugal, aqui a gente torce por eles e sentimos uma sensação fixe quando pensamos que está o país todo unido à espera daquela vitória tão difícil e tão desejada e às vezes tão inalcancável!

2010-06-15

nada... ou melhor, 1 ponto!

Nada surpreendente. Tenho cá um feeling de que não iremos muito longe. Espero bem que seja só um feeling e não uma certeza!

E vivóóóó  Brasil. O amarelo e verde é que está a dar!!!

ser português, com muito orgulho... (a ver vamos)!

E às 15 horas estaremos todos de olhos postos na nossa selecção. Vamos todos acreditar que Portugal irá ganhar!
E porque, hoje, eu estou de folga, o meu filho já me pediu que quer ir ver o jogo a um ecrã gigante que está colocado no centro da cidade.  Se nada houver em contrário, iremos lá.

2010-06-12

zzzzzzzz

Parece-me claro que quando uma pessoa/cliente não gosta de determinada marca ou espaço, não vai lá e não compra produtos dessa marca. Certo? Não me parece que seja isso que acontece com toda a gente. Há pessoa que andam nesta vida para moerem o juízo dos outros.
Depois até vão lá... depois até compram... até gastam uma fortuna, sempre a dizerem mal e que não concordam com o marketing que a empresa faz, mas vão comprando... e depois até regressam!!!!
Ah! E se estivessem caladinhos, hã?! Não seria boa ideia?!

2010-06-10

festas populares

As festas populares estão aí à porta e na cidade onde moro, já há cerca de meia dúzia de anos, festeja-se o Stº António e o S. Pedro.
Eu que vivi no Porto durante quase 20 anos confesso que sou mais entusiasmada pelo S. João. E a forma como se festeja no Porto é ímpar a nível nacional e é tão bom, tão animado, tão interactivo entre as pessoas. De certa forma tem de ser assim ou não fossem os célebres martelinhos a quebrar o gelo entre as pessoas.
Mas aqui festeja-se o Stº António e há animação durante todo o mês de Junho com espectáculos musicais, destacando-se a presença da Teresa Salgueiro.
Gosto de andar no meio dos feirantes, das barracas, mesmo sem comprar nada, a não ser tremoços para o marido e filhote. Gosto de ver a animação das ruas, as ruas enfeitadas, as luzes e sentir o cheiro da sardinha assada. Esperemos que o calor, que se fez sentir há uns dias atrás, regresse em força para dar mais vida a estas festas.

2010-06-01

o dia das crianças



"A melhor maneira de tornar as crianças boas, é torná-las felizes." (Oscar wilde)

"Educai as crianças para que não seja necessário punir os adultos." (Pitágoras)

"As crianças têm mais necessidade de modelos do que de críticas."



2010-05-25

...)


Shiu, não faça barulho... fale baixo, pouco e acertadamente!

"Relatos dos voluntários da AMI em diversos pontos do mundo"

"Parti em missão para Cabo Verde com o meu marido ( também enfermeiro ) e com os meus dois filhos ( Ana Cristina de 2 anos e João Miguel de 4 anos ). As crianças depressa se ambientaram, aprenderam o crioulo e fizeram amigos entre a criançada da vizinhança. Como estavam já habituadas à cor achocolatada da raça negra, pois temos vários amigos africanos em Portugal, nunca tinham comentado ou feito perguntas acerca da cor da pele. Um dia, quando pela centésima vez disse ao meu filho que pusesse o boné porque o Sol estava muito forte, ele olhou-me muito sério e perguntou:
«Oh mãe ... tu gostas de meninos pretos ?»
A minha alma caiu-me aos pés, pois comecei logo a imaginar que alguém andara a incutir ideias racistas na cabecinha do meu filhote. Mas respondi com a calma de que fui capaz:
«Gosto, filho! De meninos negros, brancos, amarelos, vermelhos, grandes, pequenos, gordos, magros ... mas porque é que perguntas ?»
«É que os meus amigos são pretos e agora que eu já sei falar crioulo, nunca mais ponho o boné porque também quero ser preto e virar crioulo. Assim, o Sol ta 'quemá-me e um dia m'ta' será criol. "


Relato de Inga Butt e Maria Glória Durão Butt em Cabo Verde in "Histórias para não adormecer - Relatos dos voluntários da AMI em diversos pontos do mundo"

2010-05-23

ele há coisas...!

Hoje, num supermercado, reparei numa cena que me deixou incomodada. Uma avó e um neto, este com cerca de 5 anos, enquanto aguardavam a sua vez para fazerem o pagamento, o miúdo fazia questão de dar pontapés em tudo o que encontrava à frente, atirava com o separador que se encontrava no tapete da caixa e esta avó a única coisa que sabia dizer ao neto era - "está quieto, não faças isso"- o miúdo ria-se que nem um perdido a fazer disparates e a avó continuava impávida e serena!
Hoje foi o neto com uma avó, mas já vi filhos com pais a fazerem cenas destas ou piores.
Acredito que um miúdo, com esta educação, quando entrar na escola, os professores não tenham a tarefa nada facilitada. A educação é tão bonita meus senhores e ela começa em casa.

2010-05-21

Rock in Rio

E o Rock in Rio começa hoje e quem me dera morar em Lisboa. O John Mayer vai lá estar hoje, às 22 horas. E não será só este cantor a destacar-se, mas muitos outros... é por estas e por outras que "Portugal é Lisboa e o resto é paisagem..."

2010-05-20

Decisão difícil...!

O meu filho está a terminar o 6º ano e realmente temos algumas dúvidas acerca da segunda língua a escolher, no próximo ano lectivo, para além do inglês. Inglês e francês ou inglês e espanhol? Sendo que o inglês já está ponto assente, resta decidir entre o espanhol e o francês!! Alguém percebe alguma coisa do assunto? Eu sei que o espanhol é uma língua que nos dias de hoje se está a impor um pouco mais no mundo empresarial, mas até que ponto será importante aprender esta língua na escola, uma vez que é bastante fácil comunicar com um espanhol? A não ser que precise de o escrever, aí a situação talvez se complique um pouco mais... e se justifique a necessidade de o aprender na escola...

2010-05-18

continuo a resistir...!!

Ainda não aderi ao Facebook, Hi5 e Twitter. NÃO. Simplesmente não acredito nas amizades virtuais que por lá se fazem. Gosto de amigos presentes físicamente, de carne e osso, que me olhem nos olhos e que sejam simpáticos e cordiais.
É bom ter amigos. Claro que sim. Mas não acredito nessa estranha forma de os ter!
Como tudo na vida não vou dizer que nunca vou aderir. Não gosto de ter ideias rígidas e inflexiveis. Talvez um dia eu me renda a essa estranha forma de ocupar o tempo livre (depois não há tempo para mais nada, claro).
Afinal a vida é feita de mudanças...!

2010-05-16

Tiguana Bibles - II parte

"O que acontece quando as peças desgovernadas de várias - e oleadas - locomotivas rock como Bunnyranch, Tédio Boys e Parkinsons chocam de frente com uma voz de veludo como a de Tracy Vandal? A resposta é simples..."

Tiguana Bibles maravilhou-nos ontem com um espectáculo fantástico. Eu sou testemunha que a voz dela é mesmo de veludo e muito poderosa. Um pouco ao estilo de Lily Allen, mas com muito mais style e glamour. Aguardemos então o que o futuro reserva para este grupo, que se deseja que continue com muitos sucessos, embora um dos elementos da banda tenha falecido, creio eu, no inicio deste mês, ou no mês anterior. O elemento falecido é o guitarrista que está de óculos de sol no video que eu coloquei aqui ao lado. Ontem foi substituído por um jovem músico.
E a vida continua...

(Já retirei o video. Para quem o quiser visualizar de novo, ele encontra-se no you tube - "Lost Words".)

2010-05-15

Tiguana Bibles

Hoje à noite, às 22 horas, vou ver os Tiguana Bibles ao Teatro da cidade onde moro. Eles estão aqui,  do vosso lado direito. A vocalista é Tracy Vandal.

2010-05-11

Finalmente chegou

Sinto uma emoção muito grande quando penso que o Santo Padre Bento XVI está entre nós, em Portugal, no nosso país.
Hoje já me emocionei algumas vezes... é qualquer coisa que não consigo explicar, apenas sinto, vem de dentro... algo inexplicável.
Eu quero acreditar que esta visita nos irá fazer muito bem a todos nós. Parece que nos vem trazer mais confiança, mais motivação, mais serenidade.  Um acreditar no futuro, na renovação da fé, dos valores, do espírito de solidariedade e acima de tudo, acreditarmos em nós próprios.
Parece que estávamos todos a precisar de um conforto. Deste conforto. Muito obrigada Santo Padre.

2010-05-07

2010-05-06

coisas nossas...

O Verão aproxima-se e com ele a necessidade de nos depilarmos mais frequentemente. Métodos há muitos, mas no final o que interessa é que fiquemos sem os, tão indesejados, pêlos. No final até parece que nunca os tivemos (quem se atreve a pensar o contrário, hum?) e que viveríamos assim para sempre!! Era tão bom que fosse verdade!!  As ilusões voltam a cair por terra duas ou três semanas depois, infelizmente!!

2010-05-04

provas de aferição

"Professores de Português querem regresso do sistema de amostragem
A Associação de Professores de Português (APP) defende que as provas de aferição devem voltar a ser realizadas apenas em algumas escolas, por amostra..."

Se me permitem uma opinião muito pessoal, não concordo que as provas de aferição sejam realizadas apenas a uma pequena amostra de estudantes. É importante que sejam realizadas por todos os alunos. Contem ou não contem para nota, o essencial aqui, é pôr os alunos a estudar e a rever as matérias dadas, mesmo que depois as provas sejam mais fáceis. Todos ficam a ganhar. Deveria ser gratificante quer para alunos, quer para professores.

2010-05-03

Dia da Mãe

Ontem foi Dia da Mãe e eu não tive tempo sequer para vir aqui postar. Obviamente que não me esqueci da minha Mãe, tal como o meu filho não se esqueceu de mim. Mas, no fundo, celebrar este dia é prestar  uma homenagem à Mãe, aquela figura materna que deverá transmitir aos filhos o amor, a paz, a harmonia, os valores, para que eles, os filhos, cresçam e se tornem adultos responsáveis e de bem. É isso que eu tento transmitir todos os dias ao meu filho e foi isso que a minha mãe me trasmitiu a mim também.

"De todos os direitos de uma mulher, o maior é ser mãe." (desconheço o autor)

2010-04-30

Avozinha

Quando olho para o céu
No crepúsculo solar, lembro-me de ti
Partiste há 16 anos avozinha
E ainda sinto a tua presença em mim
Lembro-me do teu aconchego
Da tua ternura, dos teus beijos, dos teus abraços
Milhões deles que me deste
Lembro-me das tuas histórias de vida, que me contaste sentadas à lareira
Eu era criança
Tu viste-me nascer, estiveste presente no exacto momento do meu nascimento
Lembro-me, sobretudo, das tuas mãos e do teu olhar
A doença de Alzheimer atraiçoou-te, 6 anos antes de partires
Aos poucos foste deixando de nos reconhecer, parecia que estavas ausente, embora presente físicamente
Foste partindo... aos poucos
Mas eu retribuia-te todos os beijinhos e todo o amor que me deste
Partiste... foi duro
Mas ficaste para sempre gravada no meu coração

Este poema é da minha autoria e é dedicado à minha avó

2010-04-29

nas limpezas...

Hoje é o meu dia de folga e aproveito para fazer as limpezas. E por falar em limpezas, já há algum tempo que deixei de usar amaciador na máquina de lavar roupa. Eu sei que a roupa não fica com aquele cheirinho especial. Mas também isso não interessará muito. Afinal de contas o amaciador é um produto químico que a máquina deita quase no final da lavagem. Cheirinhos à parte, o que me interessa é que a roupa fique lavada e enxaguada. Também não uso temperaturas muito altas, ou lavo a frio ou então nunca ultrapasso os 40º C e centrifugação a 600 rotações. Também o meu marido nunca transpira, o filhote e eu transpiramos um pouco, mas nada que justifique grandes temperaturas.

E por falar ainda em limpezas, a Primavera está ao rubro e eu tenho as varandas cheias de pólens dos pinheiros!! Eu bem gostava de escrever aqui tal como fazia na escola primária que gosto muito da Primavera, porque nesta estação do ano há flores muito bonitas, os dias são maiores e andamos todos mais bem dispostos. Mas não, não é isso que me apetece escrever. O que me apetece escrever mesmo é que detesto a Primavera e a culpa é toda dos pólens. Podemos passar já p`ró Verão s.f.f.!!?!.

Bom dia








Deveríamos olhar sempre para a vida na perspectiva do "copo meio cheio". Afinal de contas ela passa a correr e nem damos por isso!

2010-04-27

cafés e calmantes

Uma colega minha de trabalho está com graves problemas de insónias. Se por um lado durante o dia toma cafés, por outro lado à noite toma calmantes para dormir!! Depois apesar dos calmantes não consegue dormir. Não sei, mas acho que há aqui qualquer coisa que não baterá muito certo. Sendo que o café é um verdadeiro estimulante, a partir do momento em que há insónias ela deveria parar para pensar. Mas não, ela alega que o café não lhe faz nada. Bem, ela lá saberá da vida dela. Esta minha colega veio transferida de Lisboa para aqui. Às vezes acho que as pessoas de Lisboa têm hábitos de vida pouco saudáveis...!!!

Devo dizer que eu também adoro café e comprei recentemente uma máquina, apesar disso nunca tomo mais do que um café por dia, porque em mim produz um efeito verdadeiramente estimulante.

2010-04-16

Hoje faço anos

Ultimamente ouve-se falar imensas vezes da palavra reinvenção. E é isso mesmo que eu tenho feito ao longo destes 39 anos.
Quando nos reinventamos não temos necessáriamente que mudar de personalidade, temos que reajustá-la, readaptá-la, no fundo reaprender a viver.
Reinventamo-nos pela positiva sempre que pretendemos melhorar o nosso bem-estar e das pessoas que nos rodeiam.
Reinventamo-nos sempre que estamos abertos à mudança, a novas oportunidades, a novos interesses, a novas formas de encarar a vida e não passarmos a vida presos a dogmas e preconceitos.
Encaro isso como um sinal de inteligência, um sinal de liberdade e talvez um sinal de busca de felicidade.
É assustador pensar que muito provavelmente só viverei outro tanto tempo de vida. Mais assustador é  pensar que as próximas décadas poderão ser bem mais difíceis do que tudo o que já vivi até aqui. Talvez seja melhor não pensar nisso, talvez seja melhor viver o presente. E hoje o sol regressou e está um dia lindo para ser feliz. E quero dar duplamente os parabéns à minha mãe, porque há 39 anos atrás foi mãe pela segunda vez de uma menina com 3,200 kg, que sou eu e porque ela hoje também comemora 71 anos. Adoro-te mãe.

2010-04-14

amigdalite

Estou com uma amigdalite já em fase de recuperação, no entanto ainda tenho bastante dificuldade em engolir.
Meu Deus,como eu agradeço a existência de antibióticos. Nem consigo imaginar como seria a vida das pessoas antes deles existirem.
Quando vivia no Porto tinha amigdalites repetidas, mas desde que me mudei para aqui tenho andado bastante melhor. O ar aqui, é menos húmido, menos poluído, mais saudável portanto.
Mas para quem diz que até é saudável, pumba... ora-toma-lá-esta-que-é-para-aprenderes-a-estar-caladinha.

Apesar de ter saído do Porto, já há cerca de meia dúzia de anos ela é e será sempre a minha cidade do coração. Passei lá momentos inesquecíveis que me ficarão guardados na memória para sempre. Continuo a ir lá com alguma frequência. E sempre que lá vou tenho de ir à Foz ver o mar. Tenho saudades do cineclube Carlos Alberto onde tantas vezes devorei as sessões do fantasporto e do fitei, da Casa das Artes, do Museu de Serralves e do Parque da Cidade.

2010-04-06

Alice no País das Maravilhas


Ontem fui ver este filme ao cinema. Mas antes tive o cuidado de reler, juntamente com o meu filho, a linda história de Alice no País das Maravilhas.
O filme que fomos ver não é de forma alguma fiel à história original. Tim Burton transporta-nos com o seu toque mágico e inconfundível, para um mundo onde  o coelho branco, o gato que sorri, o chapeleiro, a rainha vermelha, a rainha branca e a própria Alice, agora com dezanove anos, dão vida a uma história e o irreal e o impossível acontece e parece fazer todo o sentido.
Tim Burton delicia-nos com a magia no cinema. Para mim estes são os cineastas no verdadeiro sentido da palavra. Também gosto muito do actor Johnny Depp e por isso mesmo jamais poderia deixar de ver este filme.

(Tive uma ligeira sensação que "o mundo maravilhoso" não foi tão maravilhoso quanto isso, mas foi com toda a certeza um mundo mágico).

2010-04-02

Boa Páscoa

Aproveito para desejar a todos os que passam no meu cantinho uma feliz Páscoa.
O tempo não está nada agradável para a visita pascal, mas com força de vontade e perseverança dos intervenientes, ela irá realizar-se com toda a certeza, nem que seja debaixo de chuva!
Eu vou estar a trabalhar no período da manhã, mas virei a tempo do almoço se Deus quiser. Beijinhos a todos e aproveitem a vida o melhor que souberem.

2010-03-31

o pânico que me atormenta

Até posso aparentar ter menos idade, até posso ser uma pessoa mais ou menos saudável , mas entro facilmente em pânico, principalmente em ambientes muito fechados ou quando estou muito constipada e tenho a sensação que não respiro. Uma destas situações de pânico já me levou, inclusivé, à urgência do Hospital fazendo-me crer que estava com o início de um ataque cardíaco. Depois de vários exames conclui-se que o que eu tinha era apenas psicológico.
Desde há um ano para cá que sofro imenso com isto, embora os sintomas tenham vindo a diminuir. Sou uma pessoa bastante calma e autocontrolada e sempre que me lembro disto, tento defender-me desviando o pensamento para outras coisas. Enfim, quando tudo parece que está bem, temos de inventar qualquer coisa menos boa, quanto mais não seja para equilibrar. Ou não fosse esta vida de equilíbrios.

2010-03-30

é de rir...!!!

E hoje deram-me 21 aninhos!!!! Como??!! Não que eu não goste, mas de 21 para 38, quase a fazer 39, vai uma grande, aliás enorme diferença. A senhora que me disse isto, foi uma querida, mas devia estar a precisar de óculos!!! ehehehehehe!!!!

Alguém por aí já viu o filme "Alice no País das Maravilhas" do Tim Burton? Estou ansiosa por ir vê-lo e levar os meus mais-que-tudo.

2010-03-25

Orquestra em êxtase

Recebi este vídeo por mail e não resisti a colocá-lo aqui. É de um sentido de humor e simultaneamente, amor por aquilo que se faz, espantoso. Quando se faz com o coração é suposto estar tudo bem, não é assim? Linnnnnnnnnndo!!!

Divirta-se

2010-03-18

a chegada da Primavera...

Assim de momento não tenho nada de especial a dizer. A vida, o trabalho, a família não me deixam grande espaço para a escrita aqui no blog.
Mas com o aproximar da Primavera e a seguir o Verão, parece que me dá a sensação de uma maior disponibilidade e motivação para tudo, quanto mais não seja porque os dias são mais quentes e maiores.

2010-03-10

Leaf - o carro do futuro

Se um dia decidir (para já é completamente impensável)comprar um carro novo, a minha paixão será sem dúvida nenhuma, um carro eléctrico.
O Leaf poderá ser adquirido pelos portugueses em 2012. Pretende-se que o valor mensal do aluguer da bateria mais o carregamento seja inferior àquilo que se gastaria em gasolina ou gasóleo. Estes carros vão ter emissões zero de carbono e vão custar aproximadamente 25 mil euros. Ah e não tem escape!

2010-03-09

"Sinais de Fogo"

Miguel Sousa Tavares entrevista a Pedo-Psiquiatra Ana Vasconcelos



"A lei não evita a agressão."

"O perfil de um agressor na escola, não é facilmente identificável pelos professores."

"Os jovens agressores vivem muitas vezes em famílias onde a consciência moral e uma educação para a moral pode ter algumas deficiências."

"Os agressores têm de ser responsabilizados por aquilo que fizeram."

2010-03-05

Estou a ler - O Perfume de Adão - Jean-Christophe Rufin

"Temos apenas 100 horas para salvar a Terra.

Juliette é uma jovem ecologista, frágil e idealista. Ao participar numa operação, aparentemente inocente, para libertar animais em cativeiro num laboratório, vê-se envolvida numa perturbante conspiração que, em nome do planeta, escolhe como alvo a espécie humana. É que a sua missão incluía apoderar-se de um frasco cujo conteúdo é suficientemente perigoso para pôr em risco a vida na Terra…
Paul e Kerry, dois ex-agentes da CIA que abandonaram os serviços secretos para retomar os estudos, ele de Medicina, ela de Psicologia, são recrutados por uma agência de informações privada encarregada do caso, mas a investigação mergulha-os no universo aterrador da ecologia radical e dos que a manipulam.
O que acontece quando as redes do poder e do dinheiro se aliam aos ecologistas mais radicais?"

"O Perfume de Adão" está actualmente a ser adaptado para o cinema.
 Quando terminar de ler o livro prometo que deixo aqui a minha opinião sobre ele.

2010-03-03

"O Diário de um Banana 3" - livro infantil

A Vogais & Companhia vai editar este mês de Março o terceiro volume "O Diário de um Banana 3 - A Última Gota". É um livro infanto-juvenil com cartoons muito divertidos.

2010-03-02

O regresso ao trabalho fez-se da melhor forma possível, com algumas calorias a mais, mas pronto! Confesso que já estava farta destas férias. Com o marido a trabalhar e o filho na escola, outra coisa não seria de esperar.

2010-02-25

em férias...

Desde segunda-feira que estou de férias e ainda não fiz outra coisa que não seja, comer. Tinha programado que iria emagrecer dois quilos, pelo menos, mas o que a balança me indica é precisamente o contrário.
Cada vez que o tempo parece querer dar tréguas, vou a correr calçar as sapatilhas, para caminhar até que as pernas me doam e suar até dizer chega, mas quando vou sair porta fora, eis que surge uma enxurrada capaz de me molhar até aos ossos... mas que tempo, hã?! Prevê-se que o meu regresso ao trabalho seja mais gorda que nunca!!

Um pouco de prosa para ler nestes dias cinzentos...

"Desejo primeiro que você ame,

E que amando, também seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E que esquecendo, não guarde mágoa.
Desejo, pois, que não seja assim,
Mas se for, saiba ser sem desesperar.
Desejo também que tenha amigos,
Que mesmo maus e inconseqüentes,
Sejam corajosos e fiéis,
E que pelo menos num deles
Você possa confiar sem duvidar.
E porque a vida é assim,
Desejo ainda que você tenha inimigos.
Nem muitos, nem poucos,
Mas na medida exacta para que, algumas vezes,
Você se interpele a respeito
De suas próprias certezas.
E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo,
Para que você não se sinta demasiado seguro.
Desejo depois que você seja útil,
Mas não insubstituível.
E que nos maus momentos,
Quando não restar mais nada,
Essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.
Desejo ainda que você seja tolerante,
Não com os que erram pouco, porque isso é fácil,
Mas com os que erram muito e irremediavelmente,
E que fazendo bom uso dessa tolerância,
Você sirva de exemplo aos outros.
Desejo que você, sendo jovem,
Não amadureça depressa demais,
E que sendo maduro, não insista em rejuvenescer
E que sendo velho, não se dedique ao desespero.
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e
É preciso deixar que eles escorram por entre nós.
Desejo por sinal que você seja triste,
Não o ano todo, mas apenas um dia.
Mas que nesse dia descubra
Que o riso diário é bom,
O riso habitual é insosso e o riso constante é insano.
Desejo que você descubra ,
Com o máximo de urgência,
Acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos,
Injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.
Desejo ainda que você afague um gato,
Alimente um cuco e ouça o joão-de-barro
Erguer triunfante o seu canto matinal
Porque, assim, você se sentirá bem por nada.
Desejo também que você plante uma semente,
Por mais minúscula que seja,
E acompanhe o seu crescimento,
Para que você saiba de quantas
Muitas vidas é feita uma árvore.
Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,
Porque é preciso ser prático.
E que pelo menos uma vez por ano
Coloque um pouco dele
Na sua frente e diga `Isso é meu`,
Só para que fique bem claro quem é o dono de quem.
Desejo também que nenhum de seus afectos morra,
Por ele e por você,
Mas que se morrer, você possa chorar
Sem se lamentar e sofrer sem se culpar.
Desejo por fim que você sendo homem,
Tenha uma boa mulher,
E que sendo mulher,
Tenha um bom homem
E que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes,
E quando estiverem exaustos e sorridentes,
Ainda haja amor para recomeçar.
E se tudo isso acontecer,
Não tenho mais nada a te desejar."

Victor Hugo

2010-02-10

Hoje é um dia muito especial

Faz hoje doze anos que nasceu o amor da minha vida e o do pai também.
És o nosso filho querido que tanto amamos. O teu nascimento e crescimento fez-nos descobrir emoções e sentimentos, que até então desconhecíamos. Fez-nos descobrir o sentido para a nossa vida. Queremos que cresças com o sentido de responsabilidade para que te tornes um menino de bem, um bom menino.
Que Deus me dê, a mim, todas as tuas dores, angústias e desilusões.
Que Deus permita que sejas sempre um menino imensamente feliz.

2010-02-03

Avatar

Fui ver este filme no Sábado passado. É, de facto, um filme inovador em termos de tecnologia cinematográfica. É, nas palavras do meu marido e do meu filho, um filme deslumbrante, poderoso, fabuloso, em suma, es-pe-cta-cu-lar.
Quanto a mim, para além de ter saído de lá com uma terrível dor de cabeça (talvez tivesse sido dos óculos) não gostei das partes violentas do filme. Bem...enfim...lol

2010-01-27

"Procuro-te"


Acabei de ler este livro neste preciso momento. O desenrolar da história torna-se tão cativante e fascinante que não consegui resistir-lhe sem o ler de enfiada.

Vou transcrever algumas frases da penúltima folha do livro:
"- Não, não desculpa - disse Joel, endireitando-se e tentando sorrir. - Mas é uma lição para nós todos sobre o que pode acontecer aos miúdos quando os pais os descuram.
  Fora essa a última reflexão de Daisy antes de finalmente adormecer depois de ler o livro e tinha-se recordado de como a mãe e o pai, fizesse ela o que fizesse, nunca tinham desistido dela. Agradava-lhe que Joel tivesse chegado à mesma conclusão e esperava que um dia fossem ambos bons pais."

2010-01-12

Voluntariado

Tomar a opção de se ser voluntária é entrar num mundo muito diferente do nosso. Um mundo cruel. Um mundo que muitas vezes viramos as costas, porque não o queremos sentir, cheirar, viver...tocar. Um mundo cruel que nos faz arrepiar a espinha e nos enche a cara cheia de lágrimas.
Ontem e porque ficamos em casa devido à neve, vi o filme que há muito tempo queria ver e não tinha tempo, "Para a minha irmã". Um filme dramático que nos relata a dura realidade de uma doença da qual poucos sobrevivem.
Não posso dizer que não chorei, porque chorei sim. Depois disto a sensação que me fica é que todos nós deveríamos ser dadores de medula óssea e abraçar o voluntariado.
Não queria viver a minha vida sem um dia conseguir ser voluntária. Mas como se consegue separar os dois mundos? Para uma pessoa como eu que tem as emoções à flor da pele, como fazê-lo? Como fechar uma porta e abrir outra? Como mudamos a nossa personalidade ou como a adaptamos? Gostava muito de ser menos emotiva e mais prática, de ter o discernimento e a capacidade de separar os dois mundos como quem abre e fecha uma porta naturalmente.

2010-01-07

E viva o Sol...!

Dá-nos logo outra disposição, não é verdade?
Ficamos mais alegres, mais motivados para a vida. Venham mais dias como este, apesar do frio!