2011-07-13

hoje sinto-me mais ou menos assim como o Pooh
lembro-me que quando era pequena a minha avó fritava batatas em azeite, que depois de fritas retirava-as e na mesma frigideira ainda com azeite deitava cebola, pimentos e tomates, tudo partido aos bocados. deixava cozinhar um pouco e por fim deitava em cima das batatas fritas. bem...era tão bom, tão bom. convenhamos também que todas as hortícolas que comíamos eram sempre acabadas de colher de uma horta que crescia, todos os anos, imponente, verde e fresca e onde havia um poço com uma nora.
as saudades que eu tenho dos cheiros dos legumes e da fruta fresca da horta da minha avó, que nunca levava produtos químicos a não ser muito trabalho e dedicação.
mas acima de tudo as saudades que eu tenho dos seus carinhos, da sua forma de sorrir, das suas mãos e das suas histórias de vida. criou dois netos que são hoje dois bons seres humanos com bom coração. a minha mãe também, mas trabalhava muito o dia todo. saía de manhã para a escola e só regressava no final da tarde, de maneira que quem cuidava de nós durante o dia era sempre a minha avó que eu guardo sempre no meu coração.

2011-07-12

durante o Verão sou completamente viciada em sardinhas. então com um arrozinho cheio de tomate... mummm